Logo da SleepUp

Privação de sono: uma realidade da maternidade


Pode ser que você, mulher, nunca tenha tido nenhum problema ou dificuldade para dormir. Mas a partir do momento em que você se torna mãe, o sono pode se tornar um desafio na sua vida - desde a gestação até os primeiros anos dos seus filhos.

Um ponto muito importante para você sempre se lembrar, em qualquer fase da maternidade, é: dormir não é artigo de luxo, é uma necessidade extremamente importante para a sua saúde (e para a saúde do seu bebê durante a gestação).


O sono na gestação


Para as gestantes, o ideal seria dormir de 8 a 10 horas por noite¹. Apesar dessa expectativa, o que acontece é que as mulheres passam a dormir bem menos do que o necessário por diversos motivos. A privação do sono durante a gravidez pode ocorrer por questões emocionais, como ansiedade e medo; fisiológicas, como azias ou necessidade constante de ir ao banheiro, o que pode levar a vários despertares ao longo da noite; ou ainda pela dificuldade de encontrar posição adequada para dormir¹.


Sono após o parto


Após o nascimento dos bebês, a privação do sono passa a ser, na maioria dos casos, inevitável.

Nessa fase, os desafios são outros, como novas mudanças hormonais e, principalmente, a adaptação a uma nova rotina que mexe com toda a vida dos pais, mas principalmente da mulher que é quem acaba precisando levantar mais vezes durante a noite para amamentar.

Um estudo da revista científica Sleep Health aponta que a privação de sono das mães durante os primeiros seis meses de vida dos filhos pode acelerar o envelhecimento celular. Um ano após o parto, mulheres que dormiam menos de 7 horas por noite no primeiro semestre de vida da criança aparentavam ter de 3 a 7 anos a mais do que aquelas que dormiam 7h ou mais².


Como melhorar o sono durante a maternidade?


Algumas dicas³ podem ajudar as mães a cuidarem melhor da qualidade do sono e evitar passar muitas horas acordadas.

  • aproveite os momentos em que o bebê estiver dormindo para tirar cochilos, mesmo que durante o dia;

  • aceite a ajuda de familiares e amigos para os cuidados com o bebê;

  • mesmo que seja mais difícil manter a rotina, procure estabelecer um horário fixo para ir para a cama e, também, para se levantar (a rotina também pode ajudar na construção de hábitos para o seu bebê);

  • higiene do sono: algumas práticas como adotar técnicas de relaxamento, evitar o consumo de bebidas estimulantes e alcoólicas, alimentar-se de forma saudável, criar um ambiente que ajude a induzir o sono (luz baixa, temperatura agradável e silencioso) podem ajudar.

No aplicativo da SleepUp você encontra mais dicas que poderão te ajudar a melhorar a qualidade do seu sono durante a jornada da maternidade. Em breve, teremos também um módulo específico para mães com cuidados do sono no pós-parto.

É importante também sempre conversar com um médico que já te acompanhe ou com um especialista em sono para que ele possa ajudar na investigação das causas da privação e na orientação sobre as melhores formas de lidar com isso de acordo com cada caso. Afinal, muito além das mudanças vivenciadas na maternidade, outros fatores de saúde e até mesmo externos podem estar atrapalhando o seu sono.



Fontes:

  1. https://familydoctor.org/getting-enough-sleep-pregnancy/#:~:text=The%20amount%20of%20sleep%20you,your%20blood%20pressure%20and%20kidneys).

  2. https://veja.abril.com.br/saude/privacao-de-sono-apos-o-nascimento-do-bebe-pode-acelerar-o-envelhecimento/

  3. https://www.sleepfoundation.org/insomnia/postpartum-insomnia

160 visualizações

Posts recentes

Ver tudo